Tags

, ,

Vivemos uma época sem honra. Com pequenos períodos de turbulências, mas essencialmente calmos. Uma época na qual o ser humano perdeu a vontade de “lutar” – metafórica e literalmente falando -, e acabou se acostumando com uma vida medíocre na qual as realizações de um homem – ou uma mulher – são medidos pelo salário que recebe.

Houve uma época que os feitos da humanidade erão medidos pelas suas realizações do campo de batalha. Quando havia um mundo inteiro a ser desbravado -não descoberto como muitos dizem – e nessa época um erro podia vir a custar a sua vida.

A emoção do campo de batalha, a sensação de estar no campo de batalha, homem contra homem, na qual o domínio da espada, a estratégia, o vigor dos soldados, tudo isso influia em um resultado e tudo isso fez com que os nomes de “heróis” e “vilões” fossem imortais.

Abrimos mão de tudo isso em nome da Paz, em nome do desenvolvimento, e por que não afirmar em nome do capitalismo, da ganância e do lucro. Nos vendemos para nos desenvolver como sociedade ou nós desenvolvemos pelo fato de termos nos vendido?

Será que mesmo naquele tempo não éramos mais do que suficientemente felizes?

Sinceramente eu não sei, e fica aquela sensação de que eu nasci na época errada.

Anúncios