Tags

, , , ,

Chega ao fim um longo ano, chega ao fim uma longa década, e o que sobrou?

Realmente eu não sei, eu cresci nessa década, e eu envelheci nesse ano que passou. A ilusão de um novo ano eu não possuo mais, mas mesmo assim quando chega essa data o único sentimento que temos é de alivio e apreensão.

Alivio pois acabou mais um ano, apreensão de não saber como será o próximo. E os sonhos vão se acumulando, seja na estante, na gaveta ou na nossa mente. O tempo passa e isso é inevitável…Talvez a unica solução seja trazer conosco ao máximo os bons momentos e as pessoas que estiveram ao nosso lado.

Neste instante, quando mais eu envelheço – e amadureço – eu vejo, e sinto, que na realidade viver nada mais é que “colecionar” boas lembranças.

E ao fim desse ano, eu encerro um capitulo da minha vida, e encerro alguns desejos. Deixo para trás as mágoas e tudo de ruim que ocorreu, e levo comigo para sempre as boas recordações.

Vou continuar a partir daqui um novo capitulo e tudo o que eu fizer é de minha responsabilidade, e mesmo que não tenha sido o esperado, sempre resta  o lado bom. E sempre terei pessoas que eu gosto e que me são importantes ao meu lado.

Então devo desejar mais o que, se já possuo tudo aquilo que me faz feliz?apenas a continuidade da companhia deles me basta. E isso é uma realização que nem mesmo que viva mais de uma vida eu conseguiria novamente, e talvez seja meu único bem. Pelo menos o único que sempre esta comigo e pelo qual eu nunca abriria mão.

Sayonara bye-bye

Anúncios