Tags

, ,

Escrever é uma arte. Não há como contestar isso. E como a arte ela varia muito, seja por gosto do leitor, estilo literário e talvez sorte.

O gosto do leitor é importante afinal não adianta um livro, um cronista, um texto, ser idolatrado pela critica mas sem um tipo de literatura que ninguém faz por prazer( infelizmente vemos hoje em dia uma popularização desse tipo de situação, seja por leituras obrigatórias na escola\ faculdade, seja pelas pessoas quererem ser – parecer -cultas).

O gosto acaba definindo o que vai ou não ser publicado pelas editoras, nada mais normal – infelizmente – afinal elas precisam lucras.

Estilos literários são importantes, mas sinceramente – opinião de leigo obviamente – servem mais para referencias e classificações, excelentes maneiras de estudar a importância ou características de determinadas obras.

E no Fim sorte. Não sorte do tipo “quero fazer sucesso” mas sorte do tipo de poder lançar o livro no momento certo,  de arranjar uma boa editora, agradar a critica e ao público, e sorte vem sempre de mãos dadas com coragem e preparo.

E viver é muito diferente?

Acredito que não, nos precisamos encontra nosso próprio estilo de vida, e amigos que temos. Temos de lapidar nossos gostos e habilidades para poder termos sucesso na vida, e no fim precisamos de sorte ( com preparo e coragem) para conseguir realizar aquilo que desejamos e encontrar as pessoas certas pela vida.

E em ambos os casos sempre haverão críticos, mas bem a opinião deles não vale de muita coisa certo? Se eles fossem realmente bons eles não só criticariam, eles fariam melhor do que você – e no fim não fazem.

Enfim assim vamos vivendo e escrevendo, um dia , ou página, de cada vez.

See you later

Anúncios