Tags

, ,

O dia amanheceu chuvoso aquele dia. E eu mais uma vez tinha de acordar cedo e ir para o ponto de ônibus, afinal meu trabalho dependia disso. É um amanhecer, porém nada havia me preparado para aquilo.

Se lhes fosse dado a chance de se preparar para algum dia, qual dia você escolheria? Eu escolheria AQUELE dia chuvoso.

Por que aquele dia? Não sei, talvez por que eu estaria perdendo uma parte de mim naquele trajeto, ou simplesmente para não despedaçar minha alma enquanto imaginava de uma maneira inconseqüente.

Entro no ônibus, sento ao fundo, perto da janela, apesar dos gritos desesperados do meu cérebro por causa de “leve” claustrofobia.Escuto música, e penso.

Penso na vida, penso nas pessoas, penso em mim e penso em você. mas principalmente sobres os caminhos que tomei ultimamente.

Então um rua conhecida, ao mesmo tempo minha música preferida, ao mesmo em que minha vida rui a minha volta.

Então eu vejo, vejo a chuva, sinto seu toque gelado sobre a pele, ouço seu som e vejo o movimento, as ruas, o trajeto, as pessoas, a luminosidade opaca de um amanhecer chuvoso.

Não sei se é bom, não sei se é ruim. O tempo que durou foi um segundo, mas esse segundo foi como uma vida se partindo, um cristal que quando encontra a freqüência sonora correta se parte e deixa de existir.

E aqui estou eu, algum tempo depois juntando os cacos da minha vida e sentido cada corte ao faze-lo.

Sabendo o rumo não é esse e tentando desesperadamente mudar a direção desse navio. as vezes é no susto que você percebe sua fraqueza, e a minha se pronunciou em meio a uma paisagem urbana.

Anúncios