Tags

, ,

Antes de mais nada é bom deixar certas coisas claras.Sim eu sou ateu, e sim eu eu tento seguir o niilismo como estilo de vida…Então para que não ocorram erros de interpretação resolvi dar a minha explicação sobre o niilismo para que as pessoas parem de achar que eu sou a encarnação do anticristo – isso ocorre com mais frequencia do que eu gostaria de admitir.

Vamos começar de coisas bem simples.Varias vezes eu defino o niilismo de uma maneira um tanto quanto simplista “Trata-se da descreça absoluta”,algo simples e direto, porém apenas meia verdade.Essa definição na realidade trata apenas de um aspecto,essa descrença absoluta não se trata de um aspecto inumano, muito pelo contrário trata-se de abandonar as coisas humanas.

Nesse caso ao citar “coisas humanas” digo no sentido de qualquer construção filosófica judaico-cristã como moral, ética, bons costumes e tabus humanos.Para um niilista a vida é simples, nada mais é do que uma visão realista do mundo e das pessoas.

Os sentimentos, os pensamentos nada mais são que descargas eletricas no corpo e ação de reagentes quimicos no sangue,não uma grande verdade ou sentido – como Deus ou um destino – há apenas a realidade de nossas células agindo todo o dia, da nossa vivencia diaria, da nossa realidade de mero acaso no universo.

Para tornar as coisas mais claras vejamos um exemplo que eu considero bem emblemático: “Consideremos a Terra, é obvio que praticamente 7 bilhões de pessoas é uma realidade absurda para o planeta, nesse caso o planeta precisaria ser limpo correto?Mas como fazer isso?Muito simples, assasinato seria a resposta.Para uma pessoa presa as convenções socias judaico-cristãs essa seria uma saída desumana e um completo crime.Pórem para um niilista essa é a coisa mais clara a ser feita, ele não leva em consideração o ser humano a ser morto,apenas as vantagens que podem advir dessa morte,afinal ele não é nada alem de um amontoado de células então por que não extirpar as pessoas ruins?”

Nesse caso percebe-se que um niilista não esta preso aos tabus que regem a sociedade,mas se encontra sim na propria realidade do planeta e da sociedade.

O mérito,  se deu através do sentido comum: a realidade é real; supere o medo da morte e da baixa auto-estima, e faça o que é ótimo, não o que é um fantasma de uma mente solitária e temerosa.

See you later seus amontoados de células.

Anúncios